.
DOIS MIL E NOVE:
UMA CENTENA DE CONCERTOS DE BANDAS PORTUGUESAS REVISITADOS


O ano de 2009 foi de grande actividade para a maioria das bandas em Portugal. Desde o concerto mais intimista, à maior produção alguma vez realizada por uma banda portuguesa; do projecto que procura sair da garagem, até á consagração dos maiores; da sala privada, ao maior palco já montado, procurámos, através da imagem, transmitir os melhores sons que por cá se foram fazendo, durante o ano que agora se vai..Deixamos, para reviver, a reportagem de alguns dos mais interessantes espectáculos, exprimindo a vontade de que o ano que agora entra, venha a revelar-se como fundamental para a música (ao vivo) entre nós.


Sem qualquer ordem pré definida, partimos com um artista carismático, talvez polémico, mas sempre interventivo; PEDRO ABRUNHOSA. Esteve simplesmente brutal, no concerto que ofereceu, no Porto, em Maio, durante a Queima das Fitas. Na altura, escrevemos que o cartaz do evento foi excelente. Além de Pedro Abrunhosa, pisaram o palco do Queimódromo, para lá das bandas estrangeiras, de que trataremos num próximo artigo, os XUTOS & PONTAPÉS, RUI VELOSO, DEOLINDA, BLIND ZERO, PERFUME, KLEPTH e DAVID FONSECA. O artista está em estúdio, a ultimar, junto da sua nova banda, os COMITÉ CAVIAR, o seu mais recente disco, a editar em princípios do ano. 2010, poderá a vir a ser um período de grande actividade em palco, facto que muito nos apraz, atendendo á espectacularidade a que Abrunhosa nos habituou em concerto.

RUI VELOSO, que viveu um ano atribulado, com intervenções cirúrgicas à mistura, não deixou de pisar os palcos e brindar o público, sempre com espectáculos de grande qualidade. Além do concerto do Porto, fizemos reportagem do espectáculo de Aveiro e estivemos com o cantor, enquanto convidado especial de TIM, no Museu do Oriente, em Lisboa. RUI VELOSO prepara-se para comemorar 30 anos de carreira em 2010. O concerto de abertura está marcado para dia 23 de Janeiro, na Casa das Artes em Famalicão. O músico nada mais tem a provar, o que não impede que se lhe peça um ano em força.
2009 foi o ano do surgimento do projecto AMÁLIA HOJE. Um disco e alguns concertos, sempre esgotados, Coliseus do Porto e Lisboa no curriculum, fizeram deste grupo um caso sério de popularidade. A Imagem do Som acompanhou a carreira dos HOJE AMALIA e assistiu aos concertos de Matosinhos e do Coliseu do Porto, com a Orquestra Sinfónica de Praga.O grupo, formado por NUNO GONÇALVES, SÓNIA TAVARES, ambos dos THE GIFT, FERNANDO RIBEIRO, dos MOONSPELL e PAULO PRAÇA, dos PLAZA, atingiram, com o seu disco, o n.º 1 do Top Nacional, aí se mantendo durante várias semanas.. O facto de se verem envolvidos neste projecto vencedor, não impediu que, tanto FERNANDO RIBEIRO com os MOONSPELL e PAULO PRAÇA, seguissem em palco com as suas bandas. O grupo de Metal, esteve imparável no concerto a que assistimos, integrado no MAIACT; já PAULO PRAÇA, actuou com vários convidados (RUI REININHO, SIMÃO PRAÇA, ANDRÉ INDIANA) em Vila do Conde, num concerto fabuloso. Os irmãos Praça marcaram também presença no GAIA COMMITMENT, realizado em Vila Nova de Gaia.
O génio de JORGE PALMA passou por 2009, como passa pela vida… aos altos e baixos. Assistimos ao melhor (concerto no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães) e ao pior (concerto integrado no Festival Maiact); para o ano que agora entra, aguarda-se com natural expectativa o novo álbum de originais e a sua divulgação pelos melhores palcos.
Quem trouxe em 2009 um novo registo de originais foi DAVID FONSECA, com o álbum "Between Waves". Mas já antes do lançamento do cd, assistíramos ao concerto Vodafone Flash, no Coliseu do Porto. Depois disso, o músico iniciou a digressão de promoção, apresentando-se no Teatro Aveirense, onde a Imagem do Som fez reportagem. A tour continuará pelo ano de 2010.
Também JOÃO PEDRO PAIS andou em digressão, com "A Palma e a Mão". Esgotou os Coliseus de Lisboa e Porto, em concertos empolgantes, com convidados de luxo: JORGE PALMA e ZÉ PEDRO. Vale a pena rever as imagens do Coliseu, bem como as do concerto de Estarreja.
Perante Coliseus esgotados, actuaram, igualmente RODRIGO LEÃO com o projecto Cinema Ensemble, em espectáculos inesquecíveis, e o os DELFINS, naqueles que foram os concertos de despedida da banda, das cidades de Lisboa e do Porto. MIGUEL ANGELO e Companhia, passaram o ano de 2009 numa tournée de despedida, que os levou mesmo até Macau, preparando-se para desaparecer na noite de 31 de Dezembro no mar de Cascais.
MAFALDA VEIGA e LUIS REPRESAS actuaram também na maior sala de espectáculos do Porto, perante excelentes plateias que não saíram defraudadas. Cada um dos artistas apareceu no seu melhor.
Sobre quem recairão atenções no ano que agora entra, são os míticos GNR, . Reininho, Toli e Jorge Romão, tiveram um ano que se pode considerar de normal, actuando em vários pontos de Portugal, nomeadamente em Aveiro, no Porto (Casa da Música), na noite de S. João e no Multiusos de Guimarães, com a banda da GNR. Fizemos reportagem dos três concertos, bem como do espectáculo de RUI REININHO & A COMPANHIA DAS INDIAS, no Centro Vila Flor. Uma fantástica presença do mestre da Pop, nesta sua aventura a solo., esperemos que, com continuidade.
A banda de Punk Rock, TARA PERDIDA comemorou em 2009, quinze anos de carreira. Tarda o grande reconhecimento que merece. Estivemos em reportagem nos concertos do Porto, Peniche e, no Estádio do Restelo, onde foram perfeitos. A anteceder os TARA, no mega concerto de Belém vimos uma nova banda portuguesa, os PONTOS NEGROS, que também acompanhamos no FESTIVAL NOITES RITUAL. Este evento, gratuito, presenteou a multidão que acorreu aos jardins do Palácio de Cristal, com bandas consagradas, como os MÃO MORTA (que igualmente vimos no TSB), os BLIND ZERO, ou os DEAD COMBO (que grandes sonoridades), bem como com novos nomes, de que são exemplo PAUL DA SILVA, NOISERV ou os PELTZER. A encerrar o festival estiveram a DEOLINDA, sempre muito aplaudidos, como já tivéramos ocasião de verificar nos concertos de Cantanhede e da Casa da Música.

O grupo pop TAXI ressurgiu neste ano de 2009, com um concerto de casa cheia, no Coliseu do Porto. Bom para recordar alguns temas que celebrizaram a banda dos anos 80. A primeira parte foi assegurada por uma banda recente, de Braga, os MONSTRO MAU.
Também dos 80, ressurgiram os TRABALHADORES DO COMÉRCIO, do Chamem a Policia. Fica o registo do concerto de Espinho.


Já próximo do final do ano assistimos no Teatro Sá da Bandeira, a um memorável concerto, daquele que terá sido o autor do disco de originais mais bem conseguido em 2009: LEGENDARY TIGERMAN (ou Paulo Furtado) e Femina.
Excelentes concertos foram também as actuações dos BUNNYRANCH (grande Rock oriundo de Coimbra), os mais que consagrados e sempre espectaculares BLASTEED MECHANISM, os “internacionais” BURAKA SOUND SISTEMA, os recentes DOGMA, os FOOMAÇA, os novos ARAMES FARPADOS e o seu Rock cantado em português, o melódico PEDRO KHIMA, e o sempre exótico SLIMMY.


Na famosa Tertúlia Castelense tivemos a oportunidade de ouvir sonoridades bem diversas, desde os GOLPES e os TORNADOS, até aos LULLABYE, passando pelo grande Tributo aos Clash, da banda de XINAS, os CLASH CITY ROCKERS, sempre acompanhados pelo guitarrista dos Xutos & Pontapés, ZÉ PEDRO.


Em plano de evidência esteve o vocalista daquela banda, TIM, na sua carreira a solo. Quatro belíssimos concertos, com quatro convidados de excelência, VITORINO, CELESTE RODRIGUES, MÁRIO LAGINHA e RUI VELOSO, em quatro grandes noites no Museu do Oriente.


Fica ainda uma nota muito especial para uma das maiores produções ao vivo de um artista português: TONY CARREIRA. Independentemente de todas as criticas que se possam fazer ás suas canções (algumas bem certeiras, outras sem qualquer fundamento), resulta inquestionável o poder do artista para atrair multidões, que a ele se entregam, sem limites.


No fado, estivemos com o brilhante CARLOS DO CARMO, num bonito espectáculo na Casa das Artes em Famalicão. Não poderíamos deixar passar o ano, sem um concerto de MARIZA; estivemos em Cantanhede, num espectáculo onde a artista interpretou os seus sucessos, incluindo aqueles que compõem o seu ultimo disco.Assistimos ao lançamento de um novo grupo, os ATLANTHIDA, que interpreta música do mundo, mas encontra as suas raízes no fado de Lisboa.


O Jazz esteve bem presente na Imagem, com reportagem integral de dois fantásticos Festivais: o JAZZ ‘N GAIA e o MATOSINHOS JAZZ, com nomes como SANDRO NORTON, MARIA ANADON, ANTÓNIO PINHO VARGAS, JOEL XAVIER e CARLOS BICA.


Os AZEITONAS, do Amigo MIGUEL ARAÚJO JORGE, o MENDES a solo, tiveram um ano em cheio; novo disco e vários concertos, em múltiplos formatos, por toda a Nação. Avizinha-se um 2010 pleno de de vigor, com palcos e plateias em festa, como é hábito nos concertos deste grupo portuense.

Marcámos presença na festa de apresentação do ROCK IN RIO LISBOA 2010, que decorreu nas margens do Tejo. Assistimos a um fogo de artificio lançado sobre a ponte 25 de Abril e a uma fabulosa Jam Session que contou com a participação de JORGE PALMA, TIM, MARIZA, LUIS REPRESAS, LUCIA MONIZ, FINGERTIPS, BOSS AC. Uma noite para recordar e a abrir o apetite guloso para o grande evento já em Maio de 2010.

E, para o final foi ficando aquele que, será recordado como o maior concerto de sempre de uma banda nacional; o mega concerto do Estádio do Restelo, reunindo 40.000 pessoas que exultaram ao som dos grandes êxitos de trinta anos de carreira dos XUTOS & PONTAPÉS. Estivemos em Belém, em reportagem, mas também em vários outros espectáculos da banda: no Casino do Estoril, para entrega do disco de ouro, em Ponte do Lima, em Esposende, do Porto na Queima, em Cantanhede, na Casa da Música e até no mais pequeno concerto do grupo, no Hipermercado do Centro Comercial Colombo, em Lisboa. Estivemos nos bastidores, com o público, no montar e desmontar da “tenda”, acompanhando, a par e passo, o percurso dos Xutos durante o ano do seu trigésimo aniversário.

.

Sem comentários:

Publicar um comentário